fbpx

O Global EV Outlook é uma publicação anual que discute e apresenta os recentes desenvolvimentos na mobilidade elétrica ao redor do mundo.

Os dados são combinados com uma análise histórica e projeções até o ano de 2030. Examinando áreas que são chave para o entendimento, como o custo para o dono do veículo, eficiência energética, emissões de dióxido de carbono, demanda para a matéria prima das baterias, além da quantidade de veículos e infraestrutura de recarga.

 

Benefícios

Eficiência: Veículos elétricos são de três até cinco vezes mais eficientes que os veículos de combustão interna convencionais.

Poluição do ar: Tendo em vista que veículos elétricos não emitem gases por escapamento, os EVs são uma boa alternativa para combater a poluição do ar, especialmente em áreas urbanas, onde a população fica muito exposta a poluentes prejudiciais à saúde provenientes de veículos convencionais.

Redução de poluição sonora: Os veículos elétricos, pelo fato de serem muito mais silenciosos que veículos de combustão interna, contribuem para diminuir a poluição sonora, especialmente na categoria de duas rodas.

Desenvolvimento industrial: Com um maior consumo de veículos elétricos, por terem a bateria como principal componente, trazem consigo um grande potencial de habilitar nas industrias automotivas o desenvolvimento de baterias mais baratas e cada vez mais eficientes sendo de grande importância estratégica para as mesmas, trazendo cada vez mais competitividade, visto que tem uma grande relevância para uma transmissão de energia mais limpa.

Todas essas vantagens trazem consigo uma crescente demanda e, logo, maiores desafios e oportunidades da mobilidade elétrica nos últimos anos. Em muitos países essa transição da frota convencional para elétrica está em fase inicial, como o Brasil, que tem uma frota de 3.000 carros, cerca de 0,04% da frota mundial, enquanto a China ultrapassa a marca de 3 milhões de veículos representando 47% da frota mundial e em uma crescente expansão.

Em 2010 foi criado um fórum multi governamental, chamado de EVI (Energy Vehicle Initiative), dedicado a acelerar o desenvolvimento de veículos elétricos ao redor do mundo, incentivando governos locais a oferecer políticas de benefícios à indústria do setor. O Brasil não faz parte desse fórum.

Figura 1 (Global EV Outlook, 2020)

 

E para o futuro existe uma campanha, chamada de [email protected], cujo seu objetivo é que o “market share” de veículos elétricos (exceto motocicletas) atinja 30% de todos os veículos vendidos até o ano de 2030. Uma das ações da campanha é a criação de uma rede de pelo menos 100 cidades (chamado de EV Pilot City Programme) para, juntas, trabalhar em favor da promoção da mobilidade elétrica em um período inicial de 5 anos, visando encorajar a aplicação das melhores práticas que forem encontradas. Além de criar experiência por meio de dados analíticos visando o aprendizado por meio de experiências vivenciadas pelos membros do programa. Até o momento, 41 cidades estão participando do programa.

Além desses programas citados, existem vários outros que tem prazos e localidades diferentes, porém com o mesmo objetivo de causar um crescimento na demanda de veículos elétricos ao redor do globo.

 

 

Tendências

O ano de 2010, muito marcante na questão da inovação, foi o divisor de águas para os automóveis elétricos introduzindo vários modelos no mercado e desenhando um futuro muito promissor para um mercado nascente. Até o ano de 2010, no mundo todo, existiam apenas cerca de 17.000 veículos elétricos, só cinco países tinham mais de 1.000 veículos rodando, o Nissan Leaf foi introduzido no mercado em 2010 e o primeiro Tesla, o Roadster, estava em produção desde 2008, mas em pequena escala (AFDC, 2020a).

No ano de 2019, com uma ascendência de mais de 70% ao ano, existiam cerca de 7,2 milhões de veículos elétricos, número que vem crescendo de forma exponencial e as metas para o ano de 2030 são ambiciosas, de até 30% das vendas de carros sejam elétricos (BNEF, 2020). Essa meta pode ser alcançada por meio de várias políticas de incentivos governamentais, como o Zero Emission Vehicle na California, o New Energy Vehicle na China e as regulações de emissões de dióxido de carbono na União Europeia.

Em 2019, as vendas de carros elétricos superaram a marca de 2 milhões de veículos, sendo que em 2017 foi o primeiro ano que foram vendidos mais de 1 milhão de veículos desse setor, a porcentagem de mercado alcançou 2,6% e o país com maior compra de veículos elétricos foi a China, com quase 50% do mercado de vendas. A venda de carros BEV (veículos abastecidos 100% por energia elétrica) supera a venda de carros PHEV (veículos híbridos, porém carregados em tomadas) em 75% de vendas (EV-Volumes, 2020).

Apesar de várias recordes de vendas superados no ano de 2019, houve uma desaceleração significativa na venda  geral de carros elétricos  (20% menos vendas que no ano anterior) os principais motivos que levaram a isso foi um crescente mercado de aluguel de carros, cortes em subsídios em países importantes e maiores expectativas para as próximas melhorias na tecnologia, como maior densidade e eficiência da bateria nos futuros modelos de carros elétricos.

Figura 2 (IEA,2020)

Figura 3 (IEA, 2020)

 

 

Covid-19

A pandemia do vírus da Covid-19 trouxe um grande declínio nas vendas de veículos elétricos seguindo a queda das vendas de veículos convencionais. Na China houve uma queda muito forte em fevereiro e, após uma boa recuperação em abril com cerca de 80% das vendas do mesmo mês do ano de 2019, já na Alemanha as vendas persistiram durante a pandemia por meio de subsídios implementados pelo governo em fevereiro para a venda de carros elétricos. Apesar da queda, podemos esperar que a venda de carros elétricos seja mais resiliente que a de carros convencionais enquanto durar a pandemia do vírus, sempre há uma necessidade para que os governos mantenham a confiança entre as montadoras de carros elétricos em seus objetivos de longo tempo para uma maior transformação elétrica nos veículos que circulam no globo e isso ocorre principalmente durante uma pandemia (IEA, 2020b).

 

Valor

Segundo a Agência Internacional de Energia (IEA, 2019b), veículos elétricos tem um valor de compra maior que veículos convencionais, porém esse valor se paga com o tempo pela vantagem da energia elétrica ser mais barata que o combustível fóssil geralmente. Além dos custos de manutenção e peças serem mais baratas.

Figura 4 (Global EV Outlook, 2020)

 

No Brasil

            Segundo a Agência Câmara de Notícias, existe um projeto que visa a estimulação das vendas de veículos elétricos no Brasil por meio de redução de impostos, o Projeto de Lei 3174/20 que propõe zerar o IPI sobre veículos 100% elétricos (BEVs) e cortar pela metade o imposto sobre veículos híbridos. O projeto, que foi criado pelo deputado Marreca Filho, tem sua base em experiências já vivenciadas por países como a Alemanha e o Uruguai, que possuem incentivos nesse setor. Além de inventivos, o projeto também prevê uma atualização na frota de carros do governo para versões elétricas, com metas de 90% de veículos elétricos na frota oficial até o ano de 2035, o projeto está em tramitação na câmara.

Confira também nossos artigos que falam sobre a energia solar em carros elétricos e sobre o futuro e o mercado de energia solar.

 

Referências

Agência Câmara de Notícias. Projeto cria política de estímulo à produção de veículos elétricos. Brasília: Câmara dos Deputados, 2020. Disponível em: https://www.camara.leg.br/noticias/693401-projeto-cria-politica-de-estimulo-a-producao-de-veiculoseletricos/#:~:text=O%20Projeto%20de%20Lei%203174,de%20ve%C3%ADculos%20el%C3%A9tricos%20no%20Pa%C3%ADs. Acesso em: 22 de janeiro de 2021.

AFDC (Alternative Fuels Data Centre) (2020a), Leis de incentivos por estados fiscais. Disponível em: https://afdc.energy.gov/laws/search.. Acesso em: 21 de janeiro de 2021

BNEF (2020), Under the EV Hood: Performance da bateria, Cúpula do BNEF de São Francisco 2020, 3 de fevereiro.

EV-Volumes (2020), EV Dados centrais. Disponível em: www.ev-volumes.com/datacenter/. Acesso em: 22 de janeiro de 2021.

IEA (2019), Global EV Outlook 2019: Transição para a mobilidade elétrica. Disponível em: https://webstore.iea.org/global-ev-outlook-2019.. Acesso em 22 de janeiro de 2021.

IEA (2020), Global EV Outlook 2020, IEA, Paris. Disponível em: https://www.iea.org/reports/global-ev-outlook-2020. Acesso em: 21 de janeiro de 2021.

 

SOBRE NÓS

Somos uma empresa especializada em soluções para aquecimento de água e geração de energia elétrica solar. Desde julho de 2012 temos o objetivo de desenvolver tecnologias e soluções sustentáveis. Com produtos e serviços que aliam modernidade e funcionalidade, atendemos as demandas do mercado atual, de forma a gerar satisfação, economia e qualidade de vida às pessoas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *