Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Aquecedor de passagem

Tudo que você precisa saber sobre aquecedor de passagem

Antes de realizar a instalação de um aquecedor de passagem é preciso estar atento a alguns pontos. Veja o que você precisa analisar aqui!

Não tem jeito, a época mais fria do ano chegou. E, para driblar a preguiça e o desconforto típicos desta estação, você precisa se munir com o que há de mais quentinho e aconchegante. Dessa forma, você terá muito mais ânimo e disposição para fazer suas tarefas. Uma das possibilidades é a instalação de um aquecedor de passagem. Ele vai garantir água quente em todas as torneiras e chuveiros aí do seu lar. Por isso, hoje reunimos 4 fatores para você levar em consideração na hora de adquirir esse aparelho. Vamos a eles!

 

1 – LOCAL DA INSTALAÇÃO

Nesse quesito, você ou o técnico que for realizar a instalação deve sempre levar em consideração a segurança. É muito importante que o local escolhido tenha ventilação constante, devido à queima permanente de oxigênio.

 

2 – QUANTIDADE DE PONTOS

Outro item a ser analisado diz respeito à quantidade de pontos a serem atendidos pelo aquecedor de passagem simultaneamente, visto que haverá variação na temperatura da água. Você pode se basear nos aspectos a seguir para escolher e extrair o melhor do equipamento:

– Uma ducha com vazão de 10 l/min, escolha os aquecedores de 6 a 13 l/min;

– Duas duchas de 10 l/min, recomenda-se um aquecedor com vazão de 16 a 25 l/min;

– Três duchas de 10 l/min, aconselha-se um aquecedor acima de 25 l/min.

 

Invista em seu Futuro Profissional

Se você quer saber um pouco mais sobre como o aquecimento solar de água é uma área de atuação promissora e pode ajudar a alavancar os seus resultados financeiros é só clicar aqui:
Quero entender como funciona o Treinamento da Confortec!

 

3 – PRESSURIZADOR

Para você poder explorar ao máximo o seu aquecedor de passagem, é preciso combinar dois fatores essenciais: pressão e temperatura. Como muitas vezes a pressão da sua casa é baixa, se faz necessária a utilização de um pressurizador. O equipamento tem a função de aumentar a vazão da água e por consequência melhorar o conforto, além de otimizar o funcionamento do aquecedor de passagem. O pressurizador é mais recomendável em alguns casos específicos, os quais devem ser analisados por um técnico especializado.

 

4 – TIPO DE GÁS

Antes de adquirir um aquecedor de passagem, você também precisa analisar qual o tipo de gás que servirá como alimentador. Hoje, é possível escolher estre o gás GLP (gás liquefeito de petróleo) que é o gás de botijão e o GN (gás natural), o qual é encanado. Esse gás tem a vantagem do fornecimento ser interrupto e direto. Já o GLP tem como benefício o preço que é mais atrativo. Cabe aqui, uma análise para verificar como é o fornecimento aí na sua cidade e assim, fazer a melhor escolha.

 

Apesar das dicas acima serem essenciais, nada substitui a conversa com um técnico especializado. Somente com uma análise minuciosa de um profissional preparado e capacitado será possível tirar o maior proveito do aquecedor de passagem, além é claro, de garantir total segurança para os moradores.

 

Ficou com alguma dúvida? Quer alguma outra dica? Tem alguma sugestão para nossos próximos artigos? Entre em contato conosco!

 

SOBRE NÓS

Somos uma empresa especializada em soluções para aquecimento de água e geração de energia elétrica solar. Desde julho de 2012 temos o objetivo de desenvolver tecnologias e soluções sustentáveis. Com produtos e serviços que aliam modernidade e funcionalidade, atendemos as demandas do mercado atual, de forma a gerar satisfação, economia e qualidade de vida às pessoas.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *